3 dicas para se proteger do Coronavírus!

Agora que o Coronavírus chegou ao Brasil, aprender a se prevenir dele ficou ainda mais importante. Por isso, trouxemos hoje 3 dicas para você proteger a si (e aos outros) do COVID-19!


A epidemia em escala global que estamos enfrentando em 2020 é, como explicamos neste post, causada pelo mais novo membro da família dos Coronavírus, o COVID-19.

E, como se trata de um vírus que acabou de surgir no mundo, os cientistas ainda estão se esforçando para descobrir meios de contê-lo ou eliminá-lo e resguardar a população.

Por conta disso, cabe a cada um de nós fazer a sua parte para tentar impedir que o COVID-19 continue se espalhando!

Confira agora 3 dicas dadas pelos especialistas para prevenir a contaminação pelo novo Coronavírus e aprenda a se proteger!

3 dicas para se proteger do novo COVID-19

1. Lave bem as mãos ou utilize o álcool em gel ao longo do dia

Lavar as mãos de forma correta é importante tanto para prevenir a infecção pelo Coronavírus quanto para afastar outros tipos de contaminação.

No entanto, é necessário não só higienizar as mãos com frequência como, também, fazê-lo da maneira correta, levando cerca de 20 segundos no processo.

E, de acordo com o enfermeiro Manoel Reis, a lavagem das mãos deve ocorrer em 8 etapas, conforme o indicado na figura a seguir:

Lavar as mãos é uma das medidas mais importantes para se proteger do COVID-19
Lavar as mãos corretamente é uma das maiores medidas de proteção que podemos tomar! Reprodução: Tua Saúde

Apenas o ato de lavar as mãos da forma adequada já pode prevenir, além do COVID-19, as seguintes doenças, dentre outras:

  1. Gripes;
  2. Hepatite;
  3. Infecções intestinais;
  4. Salmonela;
  5. Sarna;
  6. Conjuntivite;
  7. Catapora.

Já deu para ver o quanto lavar as mãos é importante, né?

Além disso, lembre-se de jamais tocar seus olhos, seu nariz ou sua boca com a mão suja, pois você os estará expondo a uma forma perigosíssima de contaminação (principalmente pelo COVID-19),

Por fim, em relação ao uso do álcool em gel, ele é recomendado como uma alternativa de higienização manual caso você não esteja com água e sabão por perto.

Entretanto, vale lembrar que, sim, a lavagem das mãos já é suficiente para evitar a contaminação com o vírus.

2. Conheça os sintomas da infecção pelo COVID-19

Outro fator importante para que você se previna direito contra o Coronavírus é o conhecimento dos seus sintomas.

Muita gente pensa que o COVID-19 provoca uma doença similar à gripe e que apresenta uma sintomatologia idêntica a ela.

Porém, a doença causada pelo novo Coronavírus pode se manifestar de formas muito diferentes e precisamos manter a calma e analisar as coisas com cuidado.

Assim, poderemos identificar de antemão caso alguém próximo (ou nós mesmos!) possa estar portando o vírus e agir de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde.

O quadro abaixo, disponível no site da Revista Veja de São Paulo, apresenta uma comparação entre os principais sintomas da gripe, do resfriado e do COVID-19:

Nariz entupido e espirros não são sintomas comuns do COVID-19
Observe que alguns sintomas comuns para a gripe ou o resfriado não são tão marcantes nos casos de infecção pelo COVID-19.

Por exemplo, enquanto que um resfriado comum se caracteriza por provocar espirros e o entupimento das vias nasais, a infecção pelo Coronavírus não costuma fazê-lo.

Os sintomas mais comuns do novo vírus são febre alta e tosse seca.

Portanto, se você ou um conhecido seu apresentar um deles de forma severa, procure imediatamente um posto de saúde e solicite as orientações adequadas.

Todavia, evite hospitais e clínicas caso você esteja apresentando apenas sintomas mais leves ou que possam ser associados a um resfriado ou uma gripe.

Deste modo, você estará evitando se expor a uma contaminação mais grave nas instituições de saúde e estará dando espaço para quem possa estar realmente infectado!

3. Evite aglomerações, principalmente em locais fechados

Por último, deixamos uma dica não muito simples de seguir, mas que pode fazer toda a diferença nos quesitos “segurança” e “prevenção”: evite frequentar locais com muitas pessoas, em especial se eles forem fechados.

Essa sugestão se deve ao fato de que, quanto mais pessoas estejam presentes num lugar, maiores serão as chances de que uma delas esteja infectada e possa contaminar as outras.

Além disso, locais fechados costumam ter uma circulação de ar prejudicada (mesmo que tenham ar condicionado), o que acaba concentrando os vírus e bactérias que estejam presentes neles.

Locais fechados e com muitas pessoas trazem um maior risco de contaminação com o COVID-19
Por enquanto, nada de ir a shows ou eventos similares, OK?

Logo, o melhor a fazer no momento é ficar em casa e aguardar que o surto do COVID-19 passe (de preferência, sem causar muito estrago!).

E este foi o nosso post sobre dicas para se proteger do novo Coronavírus!

Mantenha a calma e siga as instruções do Ministério da Saúde, que tudo vai dar certo!

P.S.: Conte com a Carvvo para o que precisar. Estamos juntos nessa!

Leia também