Descubra como beber o Kombucha enquanto protege sua saúde bucal!

Kombucha: conheça os benefícios e saiba aproveitá-los

O Kombucha virou uma das bebidas mais procuradas pelos praticantes de dietas saudáveis. No entanto, para aproveitar os benefícios dele ao máximo, você deverá tomar alguns cuidados com os seus dentes. Descubra como esse chá pode prevenir doenças perigosas e aprenda a apreciá-lo da melhor forma!


Você já ouviu falar no “Kombucha”? Essa bebida milenar tem se popularizado aqui no Brasil graças aos seus inúmeros benefícios para o corpo e a mente!


No entanto, por conta de suas características físico-químicas, esse produto acaba não sendo, a princípio, tão seguro para os dentes (da mesma maneira que muitos alimentos saudáveis populares, como o suco de limão).

Mas não precisa se preocupar! Vamos te explicar tudinho sobre como você aproveitar o lado bom do Kombucha enquanto mantém seu esmalte dentário 100% protegido.


Neste texto, você vai descobrir:

  1. O que é (exatamente) o Kombucha;
  2. Os principais benefícios dessa bebida para a sua saúde física e mental;
  3. Os benefícios desse chá para a sua saúde bucal;
  4. Por que, por outro lado, o Kombucha (como outras bebidas saudáveis) pode trazer danos ao esmalte dentário;
  5. Como beber o Kombucha de forma segura para os seus dentes.

“Kombucha”? O que é isso?

O Kombucha é uma bebida obtida a partir da fermentação de chás.

A origem dessa bebida é incerta, mas se supõe que os primeiros apreciadores do Kombucha tenham sido os chineses (e há milhares de anos!).

A título de curiosidade, o nome “Kombucha” tem raízes japonesas, não chinesas! Em japonês, há duas versões da palavra:

-> “昆布茶” (“konbucha”), que significa, literalmente, “chá de konbu” (neste caso, “konbu” é uma alga que não tem a ver com o “Kombucha” deste texto);

-> “コンブチャ” (“konbucha”), que é uma representação gráfica da fonética do termo e realmente faz referência à bebida fermentada.

E é aí que a história fica interessante, pois há uma lenda segundo a qual um médico coreano conhecido como “Dr. Konbu” apresentou esse chá a um imperador japonês, que decidiu batizá-lo de “konbucha” (mais uma vez, “chá de Konbu”)!

A verdade é que, independentemente do que signifique o nome do Kombucha ou de onde ele tenha surgido, seus inúmeros benefícios para a saúde são inegáveis.

Benefícios do Kombucha para a saúde física e mental

Tanto por conta dos seus ingredientes de partida (que costumam ser o chá verde ou o chá preto) quanto por seu modo de preparo, o Kombucha apresenta-se como uma bebida extremamente benéfica para o organismo.

Antes de mais nada, devemos explicar que esse chá é rico em:

-> Probióticos (micro-organismos que têm um efeito positivo sobre o nosso corpo, que formam colônias durante a fermentação);

-> Substâncias antioxidantes, como os polifenóis (compostos de origem vegetal que também têm muitas propriedades interessantes para a saúde humana).

Os antioxidantes têm a função de prevenir o chamado “estresse oxidativo“, que é um processo no qual as células sofrem danos através de reações químicas.

Quando o corpo se encontra num estado de estresse oxidativo, ocorre um desequilíbrio entre as quantidades de espécies oxidantes e antioxidantes.

Esse fenômeno provoca alterações perigosas em moléculas importantes para a manutenção da saúde, como as que compõem o código genético guardado nas células.

E tais alterações moleculares são fatores de risco para o desenvolvimento de inúmeras doenças, como o câncer e o mal de Alzheimer.

De fato, já há estudos que relacionam o consumo de chás (como os que são empregados na fabricação do Kombucha) a uma intensa atividade antioxidante e à prevenção de distúrbios sistêmicos.

Mais especificamente, um estudo publicado em 2019 relatou que o Kombucha em si é uma potencial fonte de antioxidantes capazes de atuar sobre as células do câncer de cólon.

Quanto aos benefícios para a saúde mental desse chá, eles também decorrem de sua composição bioquímica.

Por exemplo, há evidências científicas de que os probióticos podem auxiliar na redução de sintomas depressivos, como a ansiedade.

Além disso, após descobertas médicas que correlacionam transtornos psíquicos à ocorrência (mais uma vez) de um estresse oxidativo, antioxidantes, como os presentes no Kombucha, têm sido estudados como uma ferramenta para o tratamento de condições psiquiátricas.

Os benefícios do Kombucha para a sua saúde bucal

Conforme explicamos na seção anterior, o Kombucha é rico em probióticos e substâncias benéficas para o organismo como um todo.

E, no que diz respeito à saúde dentária e à periodontal, essas espécies biológicas e químicas desempenham um papel importantíssimo para a prevenção de doenças perigosas.

Por exemplo, há estudos que associam a presença de bactérias “do bem” a uma modulação efetiva do sistema imunológico, contribuindo para manter o organismo protegido de inflamações periodontais.

Na prática, os probióticos funcionariam como um “treino” para as células responsáveis por combater infecções, favorecendo a produção de moléculas capazes de defender o periodonto sem, contudo, causar danos reais a ele.

Os polifenóis, por sua vez, exercem múltiplos papéis quando o assunto é prevenir a ocorrência de doenças bucais.

Em primeiro lugar, esses compostos possuem ação anti-inflamatória, o que por si só já auxilia a retardar a progressão de uma periodontite.

Os polifenóis também exibem um potencial antimicrobiano em relação à espécie Porphyromonas gingivalis, que é um dos principais micro-organismos envolvidos na degradação de estruturas periodontais.

Por fim, essas substâncias extraídas de fontes vegetais têm sido consideradas como um importante instrumento para a recuperação óssea de pacientes afetados pela periodontite.

Ao que tudo indica, os polifenóis estimulam a atividade de células que promovem a produção e a mineralização dos ossos, auxiliando na recuperação dos tecidos desgastados pelo processo infeccioso.

Depois de descobrir todos esses benefícios do Kombucha, você já deve estar querendo correr para encomendar sua garrafinha, não é mesmo?

Porém, antes de incluir essa bebida na sua rotina, você precisa tomar certos cuidados. E já vamos lhe explicar por quê.

Os efeitos do Kombucha sobre o esmalte dos dentes

Apesar de seus incontáveis benefícios para a saúde (incluindo a bucal!), o Kombucha traz certos riscos à integridade do esmalte dentário que não devem ser ignorados.

Em primeiro lugar, o pH dessa bebida é baixo como o de uma limonada. Isso quer dizer que o Kombucha é um alimento ácido e, por isso, pode contribuir para que os dentes se desmineralizem.

A desmineralização é um processo que resulta no enfraquecimento do esmalte, que passa a perder as espécies químicas que constituem sua estrutura cristalina.

Caso esse fenômeno não seja compensado de alguma forma, é possível que parte do revestimento do dente seja perdida de modo irreversível.

As consequências desse processo são uma maior exposição da dentina a estímulos térmicos e mecânicos, bem como ao ataque de bactérias.

Em outras palavras, a erosão ácida do esmalte provoca tanto problemas de sensibilidade quanto uma fragilização do elemento dental frente à ação de micro-organismos.

O Kombucha apresenta, ainda, outra característica não muito positiva do ponto de vista da saúde bucal: essa bebida pode conter uma quantidade maior do que a esperada de açúcar.

Embora o açúcar seja utilizado como “combustível” durante a etapa de fermentação, sendo digerido pelos micro-organismos, o modo de preparo do chá poderá influenciar suas taxas finais desse ingrediente.

E, por mais que o Kombucha não seja tão doce quanto outras bebidas populares, ele com frequência apresenta níveis de açúcar que os Dentistas consideram preocupantes.

Afinal, as bactérias cariogênicas, como as da espécie Streptococcus mutans, metabolizam os açúcares dos alimentos, convertendo-os em ácidos e favorecendo a degradação do esmalte.

É devido a isso que nós, da Carvvo, recomendamos que você só adquira suas garrafinhas de Kombucha de fabricantes que se comprometam a manter a quantidade de açúcar de seus produtos sob controle.

Agora que você já conhece os possíveis riscos do Kombucha para os dentes, descubra como os evitar com 3 medidas simples!

Como beber o Kombucha de forma segura para seus dentes

O segredo para aproveitar todos os benefícios do Kombucha para a sua saúde ao mesmo tempo em que protege o esmalte dos seus dentes é um só:

Você só precisa tomar alguns cuidados (simples) tanto antes de beber esse produto quanto depois!

E, para te ajudar a se precaver da maneira mais eficiente, trouxemos para você algumas dicas que foram compartilhadas pelo Dr. Joni Waltrick, um dos Dentistas-Parceiros da Carvvo. Confira!

OBS: Essas regras que vamos te apresentar valem também para toda vez que você for beber um suco cítrico ou, mesmo, um refrigerante!

1. Use um canudo (de preferência, ecológico!) na hora de beber o seu chá

Ao utilizar um canudo, você estará minimizando o contato do líquido com os seus dentes e reduzindo as concentrações de ácidos e açúcares que permanecerão na sua saliva após a ingestão da bebida.

Deste modo, você já conseguirá evitar boa parte do problema e manter seu esmalte mais seguro. Como uma dica extra, sugerimos que você dê preferência aos canudos ecológicos.

Devido ao fato de a poluição por plástico ser um problema crescente, optar por uma alternativa sustentável (como um canudo reutilizável ou biodegradável) vai te ajudar a proteger tanto os seus dentes quanto a natureza!

A boa notícia é que já há empresas nacionais, como a Mentah!, que fabricam esses materiais ecológicos e podem simplificar a sua vida.

O modelo de canudo da Mentah! é reutilizável e de fácil limpeza, mostrando-se uma opção interessante e segura.

2. Após ingerir o Kombucha, enxague bastante a sua boca!

Para deixar seu esmalte ainda mais protegido, você deve enxaguar bastante a sua boca, de preferência até praticamente não conseguir mais sentir o gosto do chá.

A água diluirá ou removerá as substâncias perigosas que estiverem em sua saliva, ajudando também a prevenir um acúmulo de bactérias na cavidade oral.

Assim, uma ótima maneira de manter seus dentes e sua gengiva a salvo após a ingestão do Kombucha é fazer um belo enxágue da sua boca!

3. Aguarde entre meia hora e 1 hora antes de escovar os dentes depois de beber o chá

Você provavelmente já sabe disso, mas é sempre bom lembrar: na hora de escovar seus dentes, a escolha dos materiais (creme dental e escova) pode fazer toda a diferença para seu esmalte e sua dentina!

Acontece que a escolha de dentifrícios muito abrasivos ou o uso de uma escova de cerdas duras pode levar a um desgaste das estruturas dentais ou ferir a sua gengiva.

Entretanto, existe mais um fator que pode interferir na segurança da sua escovação: a presença de ácidos na sua saliva!

Quando a sua boca está sofrendo o que os Dentistas chamam de um “desafio ácido” (ou seja, há uma grande concentração de espécies ácidas na cavidade oral), a desmineralização dos dentes é potencializada.

Isso significa que a estrutura cristalina do esmalte estará menos coesa e mais propensa a se desfazer.

E a consequência desse fato é que, mesmo que você escove os dentes com produtos adequados e com uma técnica correta, seu esmalte poderá sofrer uma erosão perigosa ou até irreversível.

Por isso, os Dentistas recomendam que você aguarde entre meia hora e 1 hora para escovar seus dentes caso tenha consumido algum alimento rico em ácidos.

É mais seguro esperar que a sua saliva neutralize o excesso de espécies ácidas antes de submeter seus dentes ao atrito da escova.

E este foi o nosso texto sobre o Kombucha! Aproveite que você já sabe como ingerir essa bebida enquanto protege os seus dentes e garanta todos os benefícios dela para a sua saúde.

Ah, você pode conferir outros chás interessantes para o seu bem-estar clicando aqui.

Um abraço e até a próxima!

Leia também